Sexta, 24 de Setembro de 2021
19 99746-0072
Geral Gatos

CPFL Santa Cruz regulariza 9 fraudes encontradas em Avaré

CPFL Santa Cruz regulariza 146 fraudes e recupera 2.0 GWh no primeiro semestre de 2021

08/09/2021 16h32
573
Por: A Estância
CPFL Santa Cruz regulariza 9 fraudes encontradas em Avaré

Com apoio de denúncias, de tecnologia e da polícia, a CPFL Santa Cruz realizou ações de combate a fraudes e regularizou, apenas no primeiro semestre de 2021, 146 gatos de energia em todas as cidades da sua área de concessão.

Na comparação com o mesmo período de 2019 houve aumento de 36%. Já, frente a 2020, o aumento foi de 12%. Investimentos no uso de inteligência, tecnologia e o uso do canal de denúncias têm coibido as fraudes.

As regularizações contribuem para a redução nas perdas de energia. Em junho de 2021, a perda de energia da concessionária, causada por fraudes e furtos, foi de 7,70% ante 8,03% no mesmo período do ano passado.

Dentro do combate contra fraudes e furtos, a CPFL Santa Cruz, no primeiro semestre de 2021, realizou 503 inspeções oriundas de denúncias e registrou 15 boletins de ocorrência. 

“Esses resultados fazem parte do trabalho contínuo da empresa e são viabilizados tanto por meio de parcerias com órgãos públicos e autoridades policiais, quanto investindo em tecnologia de ponta e especialização das equipes em processos de monitoramento e análise”, afirma Carlos Zamboni Neto, presidente da distribuidora.

A CPFL Santa Cruz reforça que furto de energia é crime, pode trazer riscos à segurança das pessoas, prejudica diretamente a população com instabilidade no fornecimento de energia e é perda de arrecadação de impostos importantes para manter serviços públicos no município. 

Clientes da distribuidora podem contribuir - de forma sigilosa - para o combate às irregularidades por meio do aplicativo “CPFL Energia”, disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis, pelo site www.cpfl.com.br/fraude, ou pelo e-mail [email protected]?. 

Entre os municípios com maior volume de fraudes e furtos identificados em todas as cidades atendidas pela CPFL Santa Cruz, no primeiro semestre de 2021, Itapetininga está em primeiro lugar com 36 casos. Jaguariúna ocupa a segunda posição com 26 e São Miguel Arcanjo fica em terceiro com 16 casos.     

Já na região de Ourinhos, Avaré fica em primeiro lugar com 9 fraudes encontradas e regularizadas, seguido por Ourinhos, Piraju e Santa Cruz do Rio Pardo, todas com 6 fraudes.

Veja as 10 cidades da região de Ourinhos com maior número de recuperação:

 

AÇÕES CONTRA FRAUDES E FURTOS DE ENERGIA

CPFL SANTA CRUZ - 1º semestre

 

2020

2021

Município

Inspeções

Fraudes

Inspeções

Fraudes

Avare

256

13

243

9

Ourinhos

356

34

276

6

Piraju

180

2

231

6

Santa Cruz Do Rio Pardo

324

8

344

6

Jacarezinho

82

6

45

3

Taquarituba

42

1

38

3

Ipaussu

55

2

35

2

Itai

87

1

65

2

Bernardino De Campos

60

0

23

1

Chavantes

30

3

31

1



Eficiência. O investimento em inteligência artificial, acoplado a novos sistemas com geração de alarmes para direcionamento de inspeções, resulta em maior eficiência do trabalho desenvolvido pela Diretoria Comercial do Grupo CPFL em seus processos de monitoramento e análise. Deste modo, a companhia consegue preventivamente identificar possíveis variações no consumo de energia que indiquem perdas comerciais. Além dos investimentos em processos, o grupo também tem trabalhado em conjunto com os órgãos públicos e as autoridades policiais para coibir a prática de fraudes e furtos.

Essas ações, aliadas aos diversos projetos de blindagem de rede e de medição implementados pela companhia, como o projeto das Caixas Blindadas e atuação em consumidores sem contratos (clandestinos), permitem diminuir a necessidade de inspeções in loco. As tecnologias de monitoramento contínuo e à distância permitem que a distribuidora aumente a produtividade das equipes, intensifique suas iniciativas contra o crime sem a necessidade de deslocar os técnicos e evita a reincidência de furtos.

Para os projetos de blindagem de rede, blindagem de medição e regularização de consumidores clandestinos, a CPFL Energia prevê um investimento de R$ 1,02 bilhão até 2025, o maior valor voltado para ações contra furtos e fraudes realizado pela concessionária. Neste período serão blindados mais de 220 mil clientes com caixas blindadas, 6.600 clientes com conjuntos de medição e serão regularizados 105 mil consumidores com ligações clandestinas em toda a área de concessão.

Crime. Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal com penas que podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento. 

As irregularidades também podem deixar a conta de luz mais cara para todos os consumidores, já que a Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) reconhece a ação como uma "perda comercial", e este valor é revertido à empresa. Outra consequência das fraudes e furtos é a piora na qualidade do serviço de distribuição de energia, uma vez que as ligações clandestinas sobrecarregam as redes elétricas.

Ele1 - Criar site de notícias