Sábado, 15 de Maio de 2021
19 99746-0072
Cultura Dia 6 de maio

Projeto de itinerância virtual, "caixola de histórias para ler e ouvir" é atração em Avaré

Projeto Caixola de Histórias para Ler e Ouvir vai percorrer 26 cidades do Brasil em 13 semanas, produzir registros de cada região e estimular a população local a ouvir e cultivar a beleza do imaginário.

03/05/2021 20h15
127
Por: A Estância
Projeto de itinerância virtual,

O Teatro é a casa que hospeda o potencial humano de criar, sentir, aprender sobre o mundo e descobrir a si próprio. A partir dessa premissa, o Ministério do Turismo e o Instituto CCR, gestor social do Grupo CCR, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, apresentam Caixola de Histórias para Ler e Ouvir, projeto de itinerância virtual que envolve contação de histórias, impecável produção audiovisual e a experiência de agrupar registros de cultura popular local e transformá-los em conteúdo gratuito e multiplataforma.

 

Há mais de um ano sem poder se apresentar nas praças com seu caminhão-palco batizado de “Caixola”, os artistas do grupo Teatro a Bordo – idealizadores e líderes do projeto – vão retomar sua trajetória na primeira semana de maio, agora em formato virtual, recolhendo histórias num circuito que percorrerá 26 cidades brasileiras, em 13 semanas, sempre em localidades que acolhem trechos das rodovias administradas pela CCR.

 

A parceria com o Instituto CCR é a interface de facilitação e abertura de caminhos entre o projeto artístico e a infraestrutura necessária para tornar o sonho viável e acessível às pessoas. “O circuito ganhou uma agenda vigorosa de impacto social, em um momento que a sociedade precisa de razões para sonhar com dias melhores e convites para nutrir a beleza do imaginário”, analisa Cristine Naum, gerente executiva de sustentabilidade e investimento social no Instituto CCR. “Para nós, cultura é inclusão”, completa.

 

A cidade de Avaré receberá a atividade no dia 6 de maio, às 16h. O evento terá transmissão ao vivo no YouTube e nas redes sociais da companhia:  Insta e Face.

 

“Nosso público é formado, em especial, por professores e artistas locais, mas o nosso chamamento é público, plural e aberto à sociedade. Nosso projeto é um poderoso evento para conectar pessoas, sentimentos, registros pessoais e outras histórias, que ao final ganharão permanência”, explica Talita Berthi, coordenadora geral do projeto.

 

A permanência citada por Talita vai se materializar no livro especial que cada uma das 26 cidades do circuito receberá até o final do ano. “Vamos preparar uma edição especial de 100 exemplares para presentear escolas, bibliotecas e centros culturais dos munícipios pelos quais passaremos”, completa.

 

Além de Tatuí, o projeto também visitará virtualmente as cidades de Avaré, Itararé, Itapeva e Itapetininga. A agenda completa pode ser conferida no site oficial: caixoladehistorias.com.br

 

O Caixola de Histórias para Ler e Ouvir é apresentado pelo Ministério do Turismo e Instituto CCR, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, em trechos de atuação das concessionárias do Grupo CCR: CCR ViaOeste, CCR ViaLagos, CCR ViaSul, CCR SPVias, CCR AutoBAn, ViaRio e CCR NovaDutra.

 

EXPERIÊNCIA | HISTÓRIAS PARA OUVIR, LER E VIVER |

 

No ano de 2020, o Grupo Teatro a Bordo fez uma itinerância virtual com uma proposta bem semelhante, realizando Oficinas e criando Histórias para Ouvir de cada município atendido. Neste processo, os artistas e técnicos do grupo adquiriram experiência e técnicas de pesquisa, roteirização, gravação e edição de áudios, além de criação de ilustrações e edição de vídeos para disponibilização no YouTube.

 

O Instituto CCR

 

Entidade privada sem fins lucrativos que gerencia o investimento social do Grupo CCR, proporcionando transformação com apoio a projetos via leis de incentivo, campanhas institucionais e por meio dos programas proprietários: o Caminhos para a Cidadania - atendendo mais de 1,3 mil escolas, e o Estrada para a Saúde – presente em seis regiões. O foco do Instituto CCR é em inclusão social por meio de iniciativas de geração de renda, saúde, educação, cultura e esporte. Desde a sua criação em 2014, já foram gerenciados R$ 163 milhões, e, somente em 2020, cerca de 2,5 milhões de pessoas foram impactadas em comunidades de 115 cidades, situadas em trechos de atuação das concessionárias da companhia. Saiba mais em: www.institutoccr.com.br

Ele1 - Criar site de notícias