Terça, 20 de Abril de 2021
19 99746-0072
Saúde Unimed Avaré

Unimed Avaré implanta Ambulatório contra Covid-19

O paciente deve primeiramente ligar no número (14) 3711-7105, das 08h00 às 17h30.

17/03/2021 21h30
542
Por: A Estância
O Ambulatório Especial Contra Covid-19 é mais uma ação da Unimed no combate ao coronavírus.
O Ambulatório Especial Contra Covid-19 é mais uma ação da Unimed no combate ao coronavírus.

Diante do atual cenário da pandemia do novo coronavírus, a Unimed Avaré coloca à disposição de seus beneficiários o Ambulatório Especial contra Covid-19. Com especialistas e profissionais treinados, o Ambulatório possui um espaço seguro para atendimento exclusivo de pacientes que apresentarem sintomas da doença (como tosse, coriza, febre alta, dor no corpo, cansaço, perda de olfato e de paladar, diarreia e vômito), pessoas que não possuem sintomas, mas tiveram contato direto com alguém infectado, e aqueles que tenham testado positivo.

“Através da implantação do Ambulatório, concentramos o atendimento desses pacientes em um local mais indicado, contribuindo para reduzir a disseminação do vírus”, afirmou o diretor administrativo da Cooperativa, o pneumologista Valmir Kuniyoshi, um dos médicos que atende no Ambulatório.

A iniciativa faz parte de um conjunto de medidas que vêm sendo adotadas pela Unimed Avaré desde o início da pandemia para combater o novo coronavírus, ajudar a conter a propagação da doença e garantir a segurança dos seus beneficiários e colaboradores. 

Como funciona o serviço
O paciente deve primeiramente ligar no número (14) 3711-7105, das 08h00 às 17h30. Após passar por uma pré-triagem, realizada pela enfermeira responsável, a pessoa poderá ser encaminhada para testagem, receber orientações e, se necessário, será agendada uma consulta médica. 

Com o objetivo de evitar aglomeração e contato direto com pacientes infectados, a consulta só pode ser marcada por telefone. “Em caso de agravamento dos sintomas, como falta de ar constante, febre alta e baixa saturação, a pessoa deve procurar um serviço de emergência o mais rápido possível”, orientou a enfermeira Ana Maria Gambini.

 

Ele1 - Criar site de notícias