Quarta, 27 de Janeiro de 2021
19 99746-0072
Educação EDUCAÇÃO

Projeto "Melhor Idade" da FREA comemora 20 anos

Idosos com idade entre 60 e 97 anos movimentam Faculdade Aberta da Terceira Idade

17/12/2020 11h03
234
Por: A Estância
Projeto

Realizado em parceria com a Escola Superior de Educação Física de Avaré e concebido com o nome de Faculdade Aberta da Terceira Idade (FATI), o projeto “Melhor Idade”, que reúne pessoas com idade entre 60 e 97 anos, completa duas décadas de atividades em 2020. 

 

Voltado para idosos, o projeto mantido pela Fundação Regional Educacional de Avaré (FREA) oferece aulas de dança, teatro, música, libras, literatura, psicologia e comportamento, além de atividades físicas e de saúde nas tardes de terça e quinta-feira. 

 

Desde maio, devido à pandemia do coronavírus, as aulas são gravadas e acessadas pelos alunos por celular ou computador. Eles se comunicam diariamente através de um grupo no WhatsApp.

 

Em tempos normais, o calendário de atividades inclui ainda excursões culturais pela região, confraternizações, encontro poético anual e festa junina, além de bingos e cafés especiais para aniversariantes. Lecionam no projeto os professores Luiz Carlos, Andreia Egídio, João Mateus, Rosângela Ferreira, Amauri Maroto, Nelbea Ferezin e Carmen Faria Alves.

 

Experiências transformadoras

Antes relegados à invisibilidade, hoje esses idosos tornaram suas vidas mais ricas através da boa convivência no projeto. Alguns alunos frequentam a FATI desde a abertura e a maioria reencontrou a alegria de viver”, diz a professora Carmen Faria Alves, que coordena o Melhor Idade desde o início. 

 

É o exemplo da professora Norma Righi, octogenária que participa do projeto há 15 anos. “Falar da Melhor Idade da FREA é falar de alegria, aliás, é falar de juventude acumulada. Tenho a felicidade de frequentar o curso e fazer grandes amigos queridos que, com a convivência semanal se tornaram parte da minha família também. Agradeço a Deus por tantos aprendizados e por benefícios maravilhosos para o meu corpo, minha mente e minha alma. Que em 2021 possamos estar juntos novamente”, enfatiza.

 

Opinião semelhante tem Vanessa Camargo, estagiária e assistente de coordenação. “A vida nos surpreende e, quando se acha que tudo está definido, ela vem e mostra um caminho melhor. Conheci o projeto no início do curso de Educação Física e essa experiência mudou não somente minha carreira acadêmica e profissional, como também me mudou interiormente. Junto às alunas comemoro conquistas, planejamos eventos, rimos, torcemos, brincamos, quebramos tabus. Todos os dias uma nova oportunidade de evoluir e crescer”, revela.

Ele1 - Criar site de notícias