Domingo, 20 de Setembro de 2020
19 99746-0072
Polícia No Costa Azul

Polícia Civil prende homem em flagrante por tentativa de estupro

Acusado já responde a processo em Avaré por suspeita de importunar sexualmente mulheres em vias públicas, exibindo o órgão genital

02/09/2020 21h04
781
Por: A Estância
Polícia Civil prende homem em flagrante por tentativa de estupro

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), prendeu em flagrante delito na tarde de hoje, dia 02/09, no bairro , em Avaré, um homem de 25 anos sob a acusação de tentativa de estupro.

O crime ocorreu por volta das 13 horas. Segundo o boletim de ocorrência, a vítima, uma jovem de 20 anos, vendia salgados perto de uma fonte de água na Avenida Paranapanema, no Jardim Paulistano, quando foi atacada. 

O autor, que conduzia um carro preto, teria se aproximado dela e feito insinuações de conotação sexual, oferecendo, inclusive, dinheiro. A mulher afastou-se e foi embora, mas foi seguida por ele, que desceu do veículo e agarrou-a com extrema violência pelo braço com uma das mãos.

Ainda segundo a Polícia, com a outra mão o homem teria descido a calça e deixado o pênis à mostra, para praticar o estupro. A vítima reagiu com cotoveladas e vários gritos de socorro, comportamento que obrigou o homem a desistir e deixar o local imediatamente, com o carro. A jovem teve a blusa rasgada durante o ataque.

A mulher ligou para o marido e ambos foram até o Plantão Policial para registrar a ocorrência. Ela aguardou o desenrolar das diligências até a localização e prisão do suspeito pelos policiais civis, no bairro Costa Azul. A vítima fez o reconhecimento ainda nas dependências da unidade policial. 

O homem foi autuado em flagrante por tentativa de estupro e aguarda decisão da Justiça em uma das celas do Plantão. Segundo a DIG, ele já responde a processo no fórum local por suspeita de ter importunado sexualmente pelos menos três mulheres em vias públicas da cidade, no início do ano, exibindo o órgão genital, conduta prevista  no Código Penal Brasileiro como crime de importunação sexual, com pena de reclusão de 1 a 5 anos.

A DIG solicita às mulheres que eventualmente foram vítimas de crime dessa natureza recentemente na cidade e ainda não registraram boletim de ocorrência, que procurem o mais rápido possível a Polícia Civil para fazer a denúncia e proceder ao o reconhecimento do indivíduo preso. 

O telefone para contato é o 14-3732-0044.

Ele1 - Criar site de notícias