Terça, 07 de Julho de 2020
19 99746-0072
Política Política

O prefeito e a extrema imprensa de Avaré

Wilson Claudio de Oliveira

26/06/2020 20h59 Atualizada há 1 semana
369
Por: A Estância
O prefeito e a extrema imprensa de Avaré

 

Era evidente que a relação entre o prefeito municipal, Jô Silvestre (PTB), e parte da imprensa de Avaré nunca foi boa, mas nos últimos dias ganhou capítulo acirrado.

 

O prefeito publicou em suas redes sociais (17/06/20) declarações pesadas contra a imprensa avareense.

 

Ele disse que boa parte dela é apoiada e patrocinada por grupos políticos da cidade, e que estariam espalhando informações distorcidas tidas como “Fake News”.

 

Cita o ano eleitoral, o oportunismo e comenta que houve rompimento da prefeitura com alguns jornalistas que possuíam contratos na ordem de R$ 700 mil reais e que, por este motivo, as versões de outros gestores eram amplamente divulgadas.

 

A maioria dos veículos de comunicação, por outro lado, indignados com essas afirmações, fizeram na última segunda-feira (22/06/20) um encontro por videoconferência para discutir o assunto e elaboraram uma nota de repúdio às declarações do prefeito.

 

A carta aberta à sociedade traz que “lamentavelmente, o Prefeito acusa sem citar nomes com a clara intenção de desmoralizar e caluniar os veículos de comunicação e colocar-se como ‘vítima’ deles, usando supostos ataques como cunho eleitoral, tendo em vista as eleições municipais”.

 

“O prefeito mente quando diz que em sua gestão “os canais oficiais de informação foram aperfeiçoados” e que a Secretaria Municipal da Comunicação está sempre à disposição para colaborar com os profissionais”, complementa a nota.

 

Infeliz o posicionamento do prefeito! Deveria, ao invés de atacar a imprensa, aproveitá-la para esclarecer as dúvidas da população.

 

Desde o início do mandato sequer fez uma coletiva para se posicionar ou informar.

 

Quando diz que fomentou a comunicação com a sociedade através das mídias fala para um grupo específico em determinada página social, que sabidamente tem um público reduzido por conta de algoritmos. 

 

A secretaria de comunicação que deveria fazer a articulação e a comunicação oficial da prefeitura está sem comando. Nomeou no início de sua gestão um profissional técnico e de carreira, porém sem nenhuma explicação aparente trocou a chefia da pasta indicando para o cargo um diretor de determinada rádio que possuía um programa com posicionamentos críticos aos políticos locais. E parece que, nunca emplacou uma relação amistosa com a imprensa ou respondeu determinados questionamentos de cunho público.

 

A imprensa, por outro lado, apesar de prestar importante serviço e para o bem da sociedade, também tem que ter responsabilidades quanto às divulgações e formulações de seus materiais. Todo o teor publicado deve ser checado e aferido para no mínimo transmitir um conteúdo fidedigno celebrando o compromisso com a autenticidade.

 

Vimos atualmente uma série de conflitos naquilo que é veiculado e posteriormente desconstruindo, pelas mídias sociais através da democratização da informação pela internet. Não sei se houve casos na imprensa local, mas já é uma realidade no âmbito nacional.

 

O prefeito necessita (se é que vai dar tempo) rapidamente estabelecer uma relação com a imprensa a fim de amplificar a divulgação de suas realizações e prestações de contas para a população.

 

Se estiver incomodado com boa parte da imprensa use da criatividade para desconstruí-la, mas para fazer isso é preciso capacidade e um comportamento diferente do que apresentou até agora. É preciso comportamento de líder e todo grande líder sabe se comunicar.

 

Por Wilson Claudio de Oliveira

Wilson Claudio
Sobre Wilson Claudio
Ele1 - Criar site de notícias