Terça, 07 de Julho de 2020
19 99746-0072
Política Câmara Municipal

Vereadores questionam ações da Prefeitura quanto à pandemia da covid-19

As indagações foram apresentadas em requerimentos votados nesta semana

02/06/2020 14h22
448
Por: A Estância
Vereadores questionam ações da Prefeitura quanto à pandemia da covid-19

Alguns dos principais momentos observados durante a última sessão da Câmara Municipal, que aconteceu na segunda-feira, 01, foram discussões sobre os reflexos da pandemia da covid-19 na cidade e os métodos utilizados, pelo Executivo, para minimizar seus impactos. Dentre os requerimentos elaborados, destacaram-se medidas propostas pelos vereadores Adalgisa Lopes Ward (PSD), Antonio Ângelo Cicirelli (PRTB), Alessandro Rios Conforti (PTB) e Flávio Eduardo Zandoná (Cidadania). 

Adalgiza Ward mostrou-se preocupada com a situação da Saúde no município e questionou, em um dos documentos lidos e aprovados na noite, quanto à existência de um plano de contingência para atender ocorrências anormais, além de pedir informações referentes às pessoas que integram esse planejamento e as ações a serem desencadeadas, se necessário. Ela também solicitou, em outros requerimentos, comprovação das ações dos membros do Conselho Municipal da Saúde e o envio dos documentos comprobatórios, com as devidas notas fiscais, de todos os créditos enviados ao Fundo Municipal de Saúde para atendimento à pandemia. 

Alessandro Rios também se mostrou preocupado com as ações oficiais. Ele pediu informações quanto a um possível planejamento para aumentar o número de leitos da UTI local para atendimento de casos de covid-19; ele também pediu que, caso fosse possível, que detalhes desta ação fossem repassados à Câmara. Já Flávio Zandoná, também voltando seu olhar para a questão de Saúde Pública, solicitou, ao Executivo, informações sobre todas as ações, diretas e indiretas, tomadas para coibir a pandemia até o momento. Sendo um pouco mais específico, ele também pediu detalhes dos procedimentos adotados para evitar que pacientes, ao se dirigirem à farmácia do Posto de Saúde da rua Acre, sejam expostos ao vírus. Pensando em sua área de atuação, Zandoná também encaminhou questionamento à secretária de Indústria e Comércio de Avaré, Sandra de Fátima Theodoro, quanto a um possível planejamento com vistas a auxiliar os dois setores citados durante e após a gradual saída da quarentena. 

Fechando as solicitações, Toninho da Lorsa, em uma de suas proposituras, também se mostrou preocupado com o setor varejista avareense. Em requerimento, o vereador pediu ao Executivo a análise para instalação, no centro comercial, de um ponto de atendimento para aferição da temperatura da população que transitar pelo citado espaço. Na justificativa, ele elencou vários elementos que estariam, atualmente, dificultando a vida dos comerciantes na conferência das temperaturas dos clientes, como a escassez de termômetros de testa no mercado, os elevados preços das unidades encontradas e a possibilidade de cassação de alvará, do estabelecimento, caso este não proceda a aferição das pessoas em seus ambientes.

Ele1 - Criar site de notícias