Transamérica
Reunião na Câmara

Vereadores entregam reclamações contra a Sabesp a agência reguladora estadual

A ARSESP, que fiscaliza os serviços em todo Estado, enviará equipe, no fim do mês, para vistoria nas áreas apontadas

06/03/2020 14h57
Por: A Estância
161

Aconteceu, na tarde da última quinta-feira, 05, nas dependências da Câmara local, reunião entre representantes da população avareense e das Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp) e Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp). O encontro foi motivado pelo excessivo número de reclamações, registrados pelos vereadores, quanto aos serviços prestados na cidade.

A reunião foi solicitada ainda em novembro de 2019 – requerimento 1251/2019 – pelo presidente da Casa de Leis, Francisco Barreto de Monte Neto (PT). No documento, o parlamentar deixa clara a necessidade de exposição das demandas de moradores da área urbana e também da Represa de Jurumirim. A Sabesp, apesar de ser uma empresa de economia mista e deter a concessão pública de saneamento básico em grande parte do Estado, tem suas ações bastante contestadas, com reclamações indo de problemas com serviços terceirizados nas vias públicas às falhas no sistema de coleta de resíduos. Além dos integrantes dos dois departamentos e de Barreto do Mercado, também participaram os vereadores Adalgisa Lopes Ward (PV), Jairo Alves de Azevedo (PRP), Carlos Alberto Estati (DEM) e Antonio Angelo Cicirelli (PSDB), assim como o secretário de Serviços da Prefeitura, Abelardo Ferreira Mendes.

Foram pedidos, de forma pontual, mais eficiência nos reparos realizados nas ruas que, conforme relatos, são mal executados na maioria das vezes; os representantes da Arsesp também foram alertados quanto ao constante mau cheiro nas proximidades da avenida Gilberto Filgueiras, bem como dos vazamentos de esgoto em córrego que corta a rua Goiás e nos cruzamentos das ruas Coronel Coutinho e Major Rangel. “Apenas colocamos alguns dos muitos casos verificados. Aproveitamos a situação, também, para reclamar quanto à falta d’água em alguns bairros”, destacou Barreto do Mercado. A oportunidade ainda serviu para registro de protesto contra o atendimento da CPFL Santa Cruz, empresa também fiscalizada pela Arsesp.

Ao final, ficou estabelecido que técnicos da agência reguladora estarão na cidade de 24 a 27 deste mês realizando vistorias nos locais apontados; além disso, também ficou acordado que as futuras reclamações poderão ser transmitidas diretamente ao departamento competente da Arsesp para agilização das providências. Vale destacar que, caso a Sabesp não resolva as pendências, ela poderá ser multada pela fiscalização.

Eduvale
Municípios
One Center
Últimas notícias
Mais lidas