Transamérica
Câmara de Avaré

Notas do Poder Legislativo

Câmara Municipal de Avaré

13/02/2020 15h30
Por: A Estância
215

Notas do Poder Legislativo

Parabéns pra você!

O vereador Sérgio Luiz Fernandes (PSC), durante sua manifestação na Palavra Livre da sessão do último dia 10, parabenizou o prefeito de Botucatu por sua iniciativa ante os efeitos destruidores da chuva naquela cidade. O vice-presidente da Câmara mostrou uma postagem, coletada nas redes sociais, em que Mário Pardini transita pelas áreas devastadas. “Aqui em Avaré, dificilmente vamos ver uma cena dessas”, afirmou ele, e forma irônica.

Defesa dos taxistas

Já Marialva Araújo de Souza Biazon (PSDB), em sua fala, comentou sobre os motoristas de táxi de Avaré que, segundo informações, estariam passando por problemas sérios. “O senhor prefeito encaminhou uma lei (2.248/18) regulamentando o funcionamento do aplicativo Uber. Porém, essa questão não foi solucionada até o momento. Com isso, os taxistas competem de forma desigual com quem trabalha com base naquele aplicativo”, afirmou ao lembrar que a Prefeitura mantém cobrança regular de todos os tributos junto aos motoristas cadastrados, mas não faz o mesmo com os funcionários do aplicativo. “Os taxistas, que já não tinham uma grande demanda de serviço, caso não seja feita a devida regulamentação, terão que fechar seus pontos”, sentenciou.

Luvas e fraldas descartáveis nas creches

A vereadora tucana também destacou denúncia de que a Secretaria Estadual de Educação, segundo informações extraoficiais, estaria pedindo às mães de alunos que frequentam creches no Município, que levem, como parte da lista de material escolar, luvas de procedimento e fraldas descartáveis. “Tem algo errado nisso ou não tem? É possível imaginar uma mãe, carente, quase sempre sem condições de adquirir fraldas para usar em seus filhos, ter que fornecer esse produto como material escolar? Ora, existem recursos que podem ser usados para essa especificidade. O senhor prefeito não vai transferir a responsabilidade, que é da atual Administração local, para os pais e mães de alunos”, disse, no final de suas palavras.   

Novas empresas, novos empregos

Flávio Eduardo Zandoná (PSC) comentou, na mesma sessão, o marketing feito, pela Prefeitura de Avaré, quanto à vinda de uma suposta ‘fábrica’ para Avaré. “Na verdade, é uma distribuidora de chocolates, e não fábrica”, disse ele. Além disso, Zandoná comentou outras declarações feitas pelo chefe do Executivo anteriormente. “Ele afirmou que a vinda geraria 200 empregos; porém, soube, por meio das redes sociais, que serão apenas 40. O prefeito faz um grande marketing quanto ao desenvolvimento de empregos e crescimento, mas soubemos, a pouco, de uma empresa com 70 funcionários que fechou suas portas. Ou seja: vem uma de 40 para compensar a que saiu, que era de 70 funcionários: esse cálculo não está fechando”, apontou.

Dados oficiais

Zandoná, ainda falando quanto ao surgimento de empregos formais em Avaré, também mostrou resultados obtidos na análise do CAGED do último mês de dezembro, somente referente ao comércio. “Nesse período, quando estava sendo realizada a EMAPA 2019, o comércio, no tocante a empregos, fechou negativo; já nos anos anteriores, o resultado havia sido positivo”, disse, comparando os números avareenses com os das cidades de Botucatu e Piraju, ambos positivos no mesmo período. “Avaré fechou com -0,21%. Isso mostra que a festa, no mês de dezembro, atrapalha muito o comércio da nossa cidade”, destacou, mostrando as planilhas com os resultados citados.

Estranho no Ninho

Por sua vez, o vereador Antonio Angelo Cicirelli (PSDB) teceu sua opinião quanto à propalada adesão do prefeito Jô Silvestre às fileiras do seu partido. Ele destacou que, oficialmente, nada foi dito nos bastidores da legenda avareense. “Que ele tem essa vontade de vir para o PSDB, já é fato desde (os últimos meses de) setembro, outubro e a gente vem em uma resistência para impedir isso”, disse o tucano ao citar, inclusive, reunião em que o aporte do político na sigla foi negado por 22 dos 23 diretores. “Esse único voto favorável insiste em colocar o prefeito no PSDB. Se ele vier, não haverá problema algum: ele entra por uma porta, eu saio pela outra e, tenho certeza, boa parte do diretório e dos filiados irá sair também”, declarou, alegando, para tanto, falta de compatibilidade. “Nós pensamos na população com olhos para a Saúde, Educação e Infraestrutura, por exemplo, e o prefeito, em diversão, festa e alegria. Eu tenho minha consciência totalmente tranqüila, pois sei que fiz um bom trabalho e nada vai mudar o meu nome em Avaré”, afirmou, ao destacar seus serviços à frente do partido.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Eduvale
Municípios
One Center
Últimas notícias
Mais lidas