Quinta, 24 de Setembro de 2020
19 99746-0072
Cidades Botucatu

Defesa Civil registra cerca de 50 chamados devido às chuvas intensas em Botucatu

Foram cerca de 270 milímetros de chuva, da meia noite até o meio dia, segundo registros da Estação Metrológica da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA/Unesp), o maior volume concentrado entre a 1 e 4 horas da manhã.

10/02/2020 18h03
373
Por: A Estância
Defesa Civil registra cerca de 50 chamados devido às chuvas intensas em Botucatu

A Defesa Civil de Botucatu está trabalhando desde as primeiras horas desta segunda-feira, 10, para atender às ocorrências da chuva que atingiram a Cidade. Foram cerca de 270 milímetros de chuva, da meia noite até o meio dia, segundo registros da Estação Metrológica da Faculdade de Ciências Agronômicas (FCA/Unesp), o maior volume concentrado entre a 1 e 4 horas da manhã. Com a chuva intensa, o Rio Lavapés transbordou, inundou casas às margens, danificou e removeu pontes em seu percurso.

“O que aconteceu em Botucatu não tem precedente recente. O concentrado de chuva foi muito intenso e não tivemos o que fazer. Graças a Deus, ninguém se feriu dentro da Cidade. Nossas equipes estão trabalhando desde a madrugada para remover as famílias das casas danificadas pela chuva e dar abrigo seguro para elas”, explicou o Prefeito Mário Pardini.

Foram 48 ocorrências registradas no perímetro urbano até o meio da tarde desta segunda-feira, 10. Os casos mais graves foram na Rua Independência, onde cerca de 20 casas ficaram de baixo d’água e na Rua Rafael Sampaio, onde a ponte sobre o Rio Lavapés foi arrancada pela força da enxurrada.

Ao todo, sete pontes caíram e outras cinco ficaram danificadas. As pontes que caíram são: Rua Coronel Fernando Prestes (Centro), Avenida Itália (Garagem Municipal), Rua Rafael Sampaio (Centro), Rua Amando de Barros (Centro), Rua Prefeito Tonico de Barros (Centro), Estrada Moretto (Acesso a SP-191), e Fazenda Experimental do Lageado (Unesp/FCA).

Além da Rua independência, outros 14 pontos ficaram alagados ou inundados, entre eles a região do Terminal Rodoviário e a estrada Alcides Soares. O trânsito já está liberado nestes pontos.

Em decorrência das chuvas, seis ruas estão com o trânsito interditados e os motoristas precisam de atenção. São elas: Rua Prefeito Tonico de Barros (Centro), Rua Santos Dumond (Centro), Rua Coronel Fernando Prestes, 12 (Centro), Rua Rafael Sampaio (Centro), Rua Amando de Barros (Centro) e Rua Emílio Cani (Centro).

As aulas também foram suspensas até terça-feira, 11, em duas escolas (Elda Moscogliato e Raul Torres) e uma creche municipal (Creche da Vila Aparecida). Nas demais escolas, o atendimento ocorre normalmente.

Até o momento, três pessoas estão desaparecidas. Duas seriam ocupantes de um veículo que foi arrastado pela enxurrada ao tentar passar sobre a ponte do Rio Capivara, na Rodovia Alcides Soares. E a outra vítima seria o motorista de um caminhão que caiu em uma cratera na Rodovia Marechal Rondon, próximo à Praça de Pedágio. O Corpo de Bombeiros de Botucatu trabalha na localização das vítimas.

Estado de emergência e de calamidade pública

No começo da manhã, o Prefeito Mário Pardini decretou Estado de Emergência e Calamidade Pública em decorrência das fortes chuvas. Durante a tarde, a Coordenadoria da Defesa Civil do Estado de São Paulo esteve em Botucatu e percorreu os pontos danificados pela chuva.

As pessoas que necessitarem de ajuda podem acionar a Defesa Civil pelo telefone 199. Desabrigados e desalojados estão sendo encaminhados ao Ginásio Municipal “Doutor Mário Covas Júnior”. O Fundo Social de Solidariedade está recebendo doações, desde roupas, produtos de higiene e limpeza, cobertores, colchões, móveis e eletrodomésticos. Os materiais podem ser levados até o Fundo na Rua General Teles, 1434 - Centro. Telefone: 3811-1524.

Botucatu - SP

Botucatu - São Paulo

Sobre o município
Botucatu é um município brasileiro do estado de São Paulo, distante 235 km da capital estadual, São Paulo, à qual se interliga pelas rodovias Marechal Rondon e Castelo Branco. Localiza-se a 22º53'09" de latitude sul, 48º26'42" de longitude oeste. Está a 840 metros de altitude e seu clima é classificado como subtropical úmido.[7] A população estimada em agosto de 2018 era de 144 820 habitantes.[5] O município é formado pela sede e pelos distritos de Rubião Júnior e Vitoriana[8][9]. O marco zer
Ele1 - Criar site de notícias