Transamérica
Ameaça as casas

Morador pede providências quanto à erosão no Jardim Europa II

Segundo Leonardo Amorim, problemas sérios se tornaram coisas cotidianas devido à falta de ação da Prefeitura no fechamento do buraco

28/11/2019 18h31
Por: A Estância
Fonte: A Voz do Vale
454

Aconteceram, durante a última sessão ordinária da Câmara, novas manifestações populares na Tribuna Livre. Um dos destaques da noite foi Leonardo Amorim, morador do Jardim Europa II, em Avaré. Em seu pronunciamento, ele cobrou novas e efetivas ações por parte do Poder Público para fechar uma grande erosão que, segundo suas palavras, ameaça as casas existentes naquela localidade.

Amorim afirmou que a Prefeitura Municipal de Avaré fez um serviço paliativo no buraco existente no bairro. “A erosão afeta tanto o Jardim Europa quanto o bairro do Camargo e a avenida Espanha. Porém, precisamos que seja feito um trabalho definitivo, que finalmente resolva o problema”, destacou ele. Muitas ruas estão fechadas devido à existência da erosão. “Alguns moradores convivem, há anos, com o problema das águas das chuvas, temendo que seus imóveis sejam devastados, que as casas ganhem rachaduras e coisas do gênero”.

Segundo o morador, são vários os transtornos causados pela obra não ter sido realizada de forma qualificada. “Ele (o transtorno) é financeiro e psicológico, inclui a sensação de incerteza por não saber se sua casa será devastada pela chuva, além da segurança dos imóveis porque, como as ruas estão fechadas, estão sendo registrados vários assaltos às casas”, frisou, destacando a dificuldade da Polícia chegar até os citados imóveis.

Leonardo destacou, ainda, em sua fala, a necessidade da Prefeitura dar a devida atenção à causa. “Temos a obrigação de pagar nossos impostos em dia e a da Prefeitura, cumprir o que ela se propôs fazer. O prefeito assumiu a responsabilidade junto à nossa comunidade, independente de ter ou não votado nele”, afirmou.

“A Prefeitura está fazendo? Sim, mas está muito devagar. Se me recordo, a partir do próximo mês de junho ou julho, não se poderá fazer mais nada devido às eleições municipais”. O grupo representado pelo morador também protocolou, nos últimos dias, documento na Secretaria de Obras, pedindo que o departamento realize algumas ações no local. “Que a limpeza dos terrenos, nos bairros, sejam mais cobradas e retomar medidas contra a erosão. Eu pergunto para o senhor prefeito: se algum parente seu morasse ao lado da erosão, será que ele já teria resolvido o problema?”, questionou de forma irônica.

Vale destacar que medidas implementadas no local, como a construção de caixas de erosão, não estão surtindo o efeito desejado devido à falta de outras estruturas, como as galerias de águas pluviais para escoamento das enxurradas; em um segundo momento, será necessário, segundo Leonardo afirma, fazer o replantio de árvores para evitar novos assoreamentos. Também foi citado o aparecimento de muitos animais peçonhentos nas casas próximas, como cobras e escorpiões

Leonardo ainda frisou que, na próxima semana, estará, novamente, fazendo uso da palavra para atentar as autoridades. “Se as pessoas não lembram dos problemas, nós vamos lembrá-las, vamos levantar o problema até ele ser resolvido. Isso porque existem coisas na cidade que o prefeito quis fazer e fez: passou por cima de tudo e fez. Por que o nosso problema ele não resolveu?”, questionou.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Anúncio
Eduvale
Municípios
One Center
Últimas notícias
Mais lidas