Existe vagas mesmo?

Prefeitura admite incongruência na divulgação de vagas de emprego pelo PAT

Segundo a denúncia de munícipes, existem vagas que são divulgadas e preenchidas, porém na semana seguinte a mesma vaga é divulgada

12/08/2019 18h09Atualizado há 2 meses
Por: A Estância
Fonte: A Voz do Vale
655

Apesar do Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT) ser ligado a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, a Prefeitura de Avaré se manifestou sobre denúncias sobre a divulgação de vagas de emprego que não existem.

Segundo nota do executivo, encaminhada pela Secretaria de Comunicação, a Prefeitura seria responsável por publicar e repassa a informação para a imprensa, não tendo “qualquer influência sobre a oferta de vagas, tampouco sobre indisponibilidades posteriores”.

No entanto, a Prefeitura alega que os dados sobre as vagas de emprego divulgadas na quinta-feira, dia 8 de agosto, estariam desatualizadas. “Os dados enviados esta semana pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico estavam desatualizados.

Assim que foi identificada, a incongruência foi prontamente corrigida pela Secretaria Municipal da Comunicação”.

Para o executivo, a falha teria sido isolada. “Trata-se, contudo, de uma falha isolada. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico informou que o problema está relacionado à oscilação no Sistema Nacional de Emprego (SINE), o que gerou transtornos semelhantes em todo o Estado”.

DENÚNCIA – Segundo a denúncia de munícipes, existem vagas que são divulgadas e preenchidas, porém na semana seguinte a mesma vaga é divulgada. “Tem algumas vagas que a gente se interessa e vai até lá e somos informados que já foram preenchidas, mas na semana seguinte as vagas continuam disponíveis. Não dá para entender. Existe a vaga mesmo? ”, destacou a munícipe R.R.

O mesmo fato foi relatado pela internauta J.P.S. “Verdade. Duas vezes já vejo vaga de operador de caixa e a vaga não está mais disponível”, postou em uma rede social.

Outra munícipe estranha das vagas de emprego ser divulgadas, porém destaca o fato de várias pessoas continuarem desempregadas.

“Nossa, o que acontece? PAT está toda semana com vagas de emprego, mas tem gente que faz anos na espera de um emprego, e até do primeiro emprego”.

CUIDADO – Ficar desempregado não é fácil e, infelizmente, tem muita gente por aí se aproveitando desse momento de fragilidade para ganhar dinheiro, sendo que vá vários golpes estariam sendo aplicados. Esse caso não está relacionado com o PAT de Avaré.

Em alguns casos que ocorrem pelo país, o candidato vai até a agência de emprego, porém para se candidatar às vagas é preciso fazer um curso preparatório. Teoricamente, após o curso, a pessoa estaria apta para ser indicada aos processos de seleção. Porém, a chance de conseguir um emprego novo vai por água abaixo.

A empresa passa a enrolar o candidato, diz que vai encaminhá-lo e nada acontece. E em alguns casos, a empresa some da noite para o dia. Para você ter uma ideia, o tal curso pode custar entre R$ 300 e R$ 2 mil, dependendo da região.

Por isso, se você passar por uma situação dessas, denuncie ao Procon. Lembre-se que uma agência de emprego pode encaminhar você para as oportunidades, mas não tem como alguém prometer contratação.

Além disso, vender curso em troca de oportunidade caracteriza venda casada, o que é ilegal.

Sabendo disso, fique atento aos serviços oferecidos pelas agências e também tenha alguns cuidados ao se inscrever em sites de vagas nas Internet.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Eduvale
Municípios
One Center
Últimas notícias
Mais lidas
Carrera